Entre em contato

Transformamos dados e pesquisas em conhecimento e estratégia.

FOLHA DE S. PAULO: TV paga aposta no ao vivo para manter audiência e concorrer com o streaming

Com uma perda média de 166 mil assinantes de televisão por mês em 2019, se dão por felizes os canais que oscilaram 0,01 ponto na audiência nos últimos dois anos no ranking dos dez mais bem posicionados na televisão paga.

(…)

Presidente do Instituto Locomotiva (ex-Data Popular), especializado em comportamento e consumo, Renato Meirelles avalia que os conteúdos ao vivo são o maior trunfo mantido pela TV, o que explica que o nicho das chamadas “hard news”, o das notícias quentes, ainda seja um dos pontos mais relevantes para quem mantém a assinatura de televisão.

“Tudo que for ao vivo vai bem. Ter TV por assinatura para ver série, filme ou infantis já não é tão atrativo e não é só pela Netflix. Há um movimento forte com a Amazon, a própria Globoplay e uma ampliação de plataformas sob demanda.”

Meirelles cita ainda a questão comportamental. “A TV por assinatura funcionava na centralidade da TV na sala, e ver TV na sala com a família reunida é cada vez mais raro.”

Clique ,aqui para ler a reportagem completa.

Compartilhe esse conteúdo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on pocket

Relacionados

Forbes
Empreendedorismo da favela é como um rio digital

19 de abril de 2022

SBT
Pobreza Menstrual: Meninas deixam as escolas por falta de absorventes

28 de abril de 2022

Canal Futura
O número de idosos conectados à internet cresceu mil por cento nos últimos oito anos

27 de abril de 2022
Abrir chat
1
Precisa de ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?