Entre em contato

Transformamos dados e pesquisas em conhecimento e estratégia.

VALOR ECONÔMICO: 71% dos brasileiros preferem usar dinheiro vivo em pagamentos cotidianos

Mesmo com o crescente uso de cartões e o surgimento de novas tecnologias, para os gastos do dia a dia o dinheiro em espécie continua sendo o principal meio de pagamento. O uso é ainda mais pronunciado entre pessoas menos escolarizadas e que estão fora do mercado de trabalho.

Uma pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva mostra que 71% dos entrevistados usam dinheiro vivo como principal meio de pagamento do cotidiano. Em seguida aparecem os cartões de débito (24%) e crédito (4%). Entre os que usam dinheiro de papel, 77% dizem preferi-lo porque consideram que isso torna mais fácil administrar a vida financeira. Ao mesmo tempo, 66% afirmam que conseguem mais desconto pagando em dinheiro.

Os usuários de dinheiro em papel estão mais presentes nas classes D e E (89%) e entre os menos escolarizados (na faixa de ensino fundamental, são 81%). Eles também estão fora do mercado de trabalho formal. Entre os desempregados, 88% optam pelo dinheiro vivo como meio de pagamento, com porcentuais parecidos entre as donas de casa (81%), empregados sem CLT (81%) e autônomos (79%).

Considerando a faixa etária, os jovens entre 18 e 29 anos são mais adeptos do dinheiro vivo (80%), já que muitas vezes eles estão entre os grupos mais desbancarizados.

A pesquisa também mostrou que 30% da população adulta ainda recebe salário em dinheiro, ou seja, quase 47 milhões de pessoas. A maioria recebe via conta corrente (39%) e ainda há os que ganham via conta poupança (10%) e conta salário (6%).

Os trabalhadores que recebem o salário em dinheiro são mais comuns nas classes D e E (39%), entre os menos escolarizados (na faixa do fundamental completo, são 35%) e na região Norte do país (45%).

Clique aqui e leia a reportagem completa.

Compartilhe esse conteúdo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on pocket

Relacionados

Forbes
Empreendedorismo da favela é como um rio digital

19 de abril de 2022

SBT
Pobreza Menstrual: Meninas deixam as escolas por falta de absorventes

28 de abril de 2022

Canal Futura
O número de idosos conectados à internet cresceu mil por cento nos últimos oito anos

27 de abril de 2022
Abrir chat
1
Precisa de ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?