Entre em contato

Transformamos dados e pesquisas em conhecimento e estratégia.

ESTADÃO: Na crise, empresas migram para galpões

A pandemia de coronavírus obrigou muitos empreendedores brasileiros a se virarem para encontrar formas de não fechar as portas em meio a uma crise sem precedentes. Pequenos lojistas de shopping center e distribuidores de produtos de moda, por exemplo, encontraram uma forma mais barata e prática para economizar nesse momento difícil: trocaram os show rooms e as lojas tradicionais, que exigem contratos de longo prazo, pelos guarda-móveis. A economia de custo, em muitos casos, é de 90% – vital para negócios que viram seu faturamento cair vertiginosamente.

(…)

Crise empurrou pequeno para internet, diz especialista

O presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, vê um movimento de rápida adaptação dos pequenos negócios à difícil realidade imposta pelo coronavírus. “A lógica agora é a velocidade: não importa mais tanto a loja, o ponto físico. O que conta agora é a capacidade que uma empresa tem de chegar até o consumidor.”

Nesse sentido, diz o especialista em consumo, soluções como o guarda-móveis vêm para reduzir o custo de aquisição do cliente. Abrir uma loja em um shopping center exige que o empresário pague aluguel antes de receber o primeiro cliente. “Na nova realidade, o ponto deixou de ser tão importante. Basta estar na internet para vender. É uma forma de reduzir custos e expandir a freguesia.”

O movimento dos lojistas foi muito rápido porque foi motivado pela dificuldade da pandemia – a migração dos pequenos negócios para o mundo digital, antes disso, vinha sendo lenta. “Antes, os empreendedores valorizavam o status de ser dono de loja proporcionava. Na verdade, eles pagavam um aluguel comparativamente muito mais alto do que a loja âncora. Era ilusão. Agora, viram que conseguem vender em um modelo com uma adaptabilidade muito maior.”

Clique aqui para ler a matéria no site.

Clique aqui para ler a matéria publicada no jornal.

Compartilhe esse conteúdo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on pocket

Relacionados

Forbes
Empreendedorismo da favela é como um rio digital

19 de abril de 2022

SBT
Pobreza Menstrual: Meninas deixam as escolas por falta de absorventes

28 de abril de 2022

Canal Futura
O número de idosos conectados à internet cresceu mil por cento nos últimos oito anos

27 de abril de 2022
Abrir chat
1
Precisa de ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?